Ninguém cresce sozinho | autonomia
38
archive,tag,tag-autonomia,tag-38,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Por Silvia Bicudo Quando vemos um bebê pegando um objeto, sentando sem apoio, engatinhando, ou uma criança correndo e pulando, temos a impressão de que as conquistas motoras se dão naturalmente através do crescimento infantil. Todavia, o desenvolvimento motor não está garantido pela passagem dos anos, nem atrelado apenas às faixas etárias, como estamos acostumados a pensar e, muitas vezes, encontrar...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Tenho acompanhado algumas mães e pais bastante angustiados porque seus filhos, à época do desfralde, aprendem com êxito a usar o vaso sanitário ou penico para fazer xixi, mas pedem a fralda para fazer cocô – ou o fazem na calcinha/cueca, ou mesmo no chão. Com raras exceções, há crianças que também retém o xixi: “Quando coloco...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld A creche e a escola, enquanto espaços coletivos, são sempre potentes para a aprendizagem. Nelas, crianças pequenas se identificam umas com as outras, descobrem coisas juntas, aprendem por imitação. Quando a aprendizagem em questão é o uso do penico ou vaso sanitário, o ambiente coletivo pode contribuir – e muito – para a aquisição individual da nova...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld O uso da chupeta divide opinião entre pais e especialistas, não apenas no que se refere às questões mecânicas e funcionais, mas também em relação aos aspectos emocionais envolvidos. Alguns alegam que seu uso é prejudicial, especialmente nos primeiros meses de vida, por atrapalhar a pega do bico no aleitamento materno e, portanto, a produção de leite – tal pressuposto...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld É bastante comum encontrarmos nas mídias dicas de como organizar os brinquedos das crianças, especialmente próximo do final do ano e férias – creio que por razões óbvias, já que passagem de ano inspira uma nova ordem ou, ao menos, uma tentativa de, e a bagunça da criançada é inevitável quando ficam mais tempo em casa. Embora tais dicas...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Entre o sexto e nono mês de vida o bebê adquire algumas competências que mudam por completo a maneira como ele vê e é visto pelo mundo: senta sem apoio, rasteja e engatinha (alguns ficam em pé com apoio). Ao mesmo tempo, outras conquistas motoras, como os movimentos de pinça (junção do polegar e indicador) e...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld As histórias sobre o desfralde das crianças variam muito, inclusive dentro de uma mesma família e contexto cultural. O que costuma transcorrer com tranquilidade para algumas, pode ser extremamente desgastante para outras, podendo, por vezes, se transformar em algo que parece não ter fim. Considera-se que uma criança está desfraldada quando ela é capaz de fazer o uso...

Por Silvia Bicudo Uma situação frequentemente vivenciada por pais de crianças entre um e três anos de idade, provocadora de apreensão e vergonha, diz respeito às mordidas que os pequenos dão e recebem em outras crianças, conhecidas ou não, nos mais diferentes espaços. No senso comum, o discurso mais conhecido sobre o que significa a mordida diz de uma forma de comunicação...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Alguns pais e mães encaram a questão da sua nudez diante dos filhos com muita naturalidade: se despem total ou parcialmente diante deles, tomam banho com a prole ou andam sem roupa pela casa. Outros optam por preservar sua intimidade, não se colocando pelados na frente dos filhos, nunca ou salvo algumas exceções. A grande maioria, contudo, tem um percurso...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Os primeiros meses de vida do bebê são marcados por intensa relação fusional com a mãe, que é quem lhe apresenta o mundo. O bebê vive como se ele e a mãe fossem um só. Ela, por sua vez, se identifica com o bebê, o que favorece a interpretação do que ele pode estar sentido e,...

Compartilhe este artigo