Ninguém cresce sozinho | Parentalidade
10
archive,category,category-parentalidade,category-10,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Por Carla A. B. Gonçalves Kozesinski O que define uma família? Até os anos 1970, o conceito de família era definido pela união de um homem com uma mulher através do casamento, e os filhos vindouros dessa relação. Os papéis sociais do homem e da mulher estavam apoiados em uma organização patriarcal – de maneira genérica, podemos dizer, que nesse tipo de...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Não temos dúvidas sobre as mudanças fisiológicas que ocorrem com o corpo da mulher na perinatalidade, período compreendido da concepção até aproximadamente o primeiro ano após o parto. Visíveis através das transformações corporais, tais mudanças estão na pauta de atenção e discussão sobre os fenômenos físicos que ocorrem na gestação, no parto e no puerpério, pela...

Por Carla A. B. Gonçalves Kozesinski Para muitos pais adotivos e pretendentes à adoção, a necessidade de contar ao filho sobre a adoção gera muita ansiedade e insegurança. Esses sentimentos podem ser vividos de forma tão intensa que alguns pais acabam protelando, ou não contando. Na minha experiência com essas famílias, verifico que os principais entraves estão relacionados a três aspectos: contar...

 Por Silvia Bicudo No contexto da maternidade, as discussões acerca da amamentação são tão polêmicas e controversas quanto as questões que atravessam os diferentes tipos de parto (vaginal ou cesárea). Tais discussões, presentes no âmbito da saúde pública, nos consultórios médicos particulares e nas mídias sociais, geralmente gravitam ao redor de correntes como a da livre demanda em contraposição à amamentação...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Final e começo de ano sempre é época de balanço. Desejo de um ano melhor, de que o que foi bom se mantenha ou repita, e o que foi ruim seja enterrado e não volte para assombrar. Há quem faça faxina, na esperança de um ano mais leve, limpo e sem enrosco. Banho de mar, de...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Fim do ano potencializa a espera, os encontros e as despedidas, não necessariamente nessa ordem. Espera de mudança, de continuidade. Esperança. Encontros casuais, marcados, cancelados; conectados ou desconexos. Despedidas pela conclusão, pela impossibilidade. Rompimentos favoráveis ou nem tanto. Alguns com muito sofrimento. Milton Nascimento canta: “a hora do encontro é também, despedida”. Inevitavelmente. Ficamos juntos para podermos nos separar e nos separamos para podermos ficar...

Por Carla A. B. Gonçalves Kozesinski Conhecer um pouco da história da legislação brasileira sobre adoção nos ajuda compreender melhor os caminhos que levaram à formulação da lei atualmente em voga em nosso país. No Brasil, até o século XX, a adoção não era regulamentada juridicamente. Sua prática era permitida apenas a casais que não tinham filhos biológicos, através da entrega de...

Por Carla A. B. Gonçalves Kozesinski A partir da escuta de puérperas, em atendimentos grupais ou individuais, como nas redes sociais virtuais, observo que os aspectos mais ressaltados da maternidade hoje em dia não se referem à plenitude vivida nesse momento – como comumente se imaginou durante tanto tempo  –, mas sim, às dificuldades enfrentadas a partir do nascimento de um...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld O uso da chupeta divide opinião entre pais e especialistas, não apenas no que se refere às questões mecânicas e funcionais, mas também em relação aos aspectos emocionais envolvidos. Alguns alegam que seu uso é prejudicial, especialmente nos primeiros meses de vida, por atrapalhar a pega do bico no aleitamento materno e, portanto, a produção de leite – tal pressuposto...

Por Silvia Bicudo Em minha experiência, trabalhando com homens e mulheres em tratamentos para engravidar, uma angústia frequente, que se desdobra em outras duas é: se, como e quando abordar com a criança a sua origem e, consequentemente, o tratamento pelo qual os pais passaram. Para se construir respostas a essas dúvidas é extremamente necessário que quem as faz possa entender...

Compartilhe este artigo