Ninguém cresce sozinho | Parentalidade
10
archive,category,category-parentalidade,category-10,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Por Gabriela Amaral* Ouvi recentemente no programa de rádio CBN Gerações a entrevista com uma psicóloga falando sobre algumas questões da maternidade. Ela, que também é mãe e avó, contava aos ouvintes sobre seu espanto ao escutar em seu consultório mães tão queixosas em relação às dificuldades com a maternidade, a solidão, o cansaço, a falta de apoio em todos os...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Quem transita pelo universo parental já deve ter se deparado com a frase: “mais vale a qualidade do que a quantidade de tempo dispendido com os filhos”. Deve, também, ter ouvido algo em torno da ideia de que “qualidade só é possível diante de certa quantidade de tempo”. Estejamos de um lado ou de outro, podemos dizer...

Por Silvia Bicudo Uma questão que se apresenta com frequência quando pensamos no desenvolvimento e educação infantil diz respeito a como fazer com que a criança pequena se desenvolva dentro dos parâmetros familiares e sociais. Em outras palavras, como fazer para que uma criança cresça obedecendo às regras, combinados e códigos, sejam eles estipulados dentro do microcosmo familiar, como a sequência...

Por Tatiana Machado* Quando guri, eu tinha de me calar à mesa: só as pessoas grandes falavam. Agora, depois de adulto, tenho de ficar calado para as crianças falarem. (Mário Quintana, Azar.  In:  Poesia Completa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005. p. 975) Já tem algumas décadas que nosso poeta captou e expressou, de forma tão singela e bonita, uma mudança cultural...

Por Silvia Bicudo Quando, enquanto psicanalistas, nos deparamos com um caso em que uma criança apresenta sinais de risco para o desenvolvimento, como um atraso motor ou na linguagem, dificuldade de contato com os outros e, ao mesmo tempo, apresenta também um diagnóstico orgânico, seja ele “bem” delineado, como uma galactosemia tipo 1 (a ser definida mais adiante), ou um diagnóstico...

Por Carla A. B. Gonçalves Kozesinski A adoção tem como finalidade responder às necessidades da criança e dos pais, permitindo que ela encontre uma nova família, um ambiente afetivo satisfatório e ao mesmo tempo formativo. A adoção, por sua vez, representa uma possibilidade para pais que não podem ter filhos e que desta maneira têm a possibilidade de exercer este papel....

Por Adriana Fontes* No domingo, véspera do aniversário de seu filho, Marta preparou um bolo, conforme especificações solicitadas por ele, para oferecer, na segunda-feira, aos amigos da escola, no dia do seu aniversário. Logo cedo, na segunda, passou uma mensagem para a escola e algum tempo depois, telefonou para a secretaria a fim de ajustar o horário da entrega. Era sabido por ela...

Por Silvia Bicudo A cena é brutal. Um pai, acompanhado de seu irmão e seus dois filhos. A menina, por volta de quatro anos com os pés e pernas até os joelhos amputados, o menino, mais novo que ela, fisicamente intacto, porém emudecido desde o ocorrido. A mãe? A mãe se atirou com as crianças nos trilhos do trem e morreu.  “Assassina!”...

Por Silvia Bicudo O universo da reprodução assistida ainda é bastante desconhecido pela população em geral, uma vez que ele fica restrito às clínicas e serviços especializados, bem como aos consultórios médicos onde os casais, homens e mulheres que necessitam de algum tipo de tratamento circulam. Desse modo, para além dos ambientes médicos, são raros os espaços onde o tema é...

Compartilhe este artigo