Ninguém cresce sozinho | consumismo
43
archive,tag,tag-consumismo,tag-43,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Por Patrícia Leekninh Paione Grinfeld As atividades extraescolares têm aproveitado, cada vez mais, a brecha deixada pela sobrecarga de tarefa dos pais e outros familiares, escassez de ajuda doméstica e falta de espaço público e segurança (só para citar alguns exemplos), e se transformado, por vezes, num grande negócio. Um negócio que vende a ideia de que a criança precisa, através...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Não sei quando os chás de bebê surgiram – gostaria muito de saber. Mas me lembro que no meio em que vivi os anos 80, 90 e início dos 2000, os chás de bebê eram oferecidos pelas amigas da gestante, na casa de uma delas. Cada uma contribuía com algum come e bebe e um produto...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld O enxoval do bebê é um capítulo grande na vida de quase todas as gestantes e famílias. Além de atender materialmente as necessidades do bebezinho que está por vir, ele envolve sonhos, desejos e expectativas que nutrem a importante função de imaginar o bebê que se espera, seu lugar na família e no mundo. Através de...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Presente é o oposto da ausência; é o tempo atual, o tempo do aqui e agora. Presente é o que se dá a alguém. Palavras homônimas cujos significados se entrelaçam ao brindar um momento especial. Os presentes carregam afetos de quem presenteia e provoca outros em quem ganha. É uma forma de marcar presença. Seu valor não está no quanto se...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Ouvi de uma menina beirando os 8 anos que seu sonho era fazer uma boneca, não importava como ela fosse. Podia ser de papel, de pano, de milho, como a que fez nas férias com a prima que mora no interior do Ceará (as mesmas que sua mãe fazia na infância). Sua fala me surpreendeu e...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld O brinquedo ideal, ou o bom brinquedo, é aquele que permite a brincadeira: a imaginação, a descoberta, a exploração, a imitação, o planejamento, a solução de conflitos, o aprendizado sobre si mesmo e sobre o mundo, a interação com os outros e o ficar só. São brinquedos que se transformam, não são engessados, nem ditam ordens. São brinquedos que não restringem...

Compartilhe este artigo