Ninguém cresce sozinho | Quem somos
16647
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-16647,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Quem somos

Ninguém Cresce Sozinho

Um bebê, para “virar gente”, precisa de muito investimento afetivo; precisa de um ambiente que reconheça suas necessidades e ofereça condições para que ele possa se desenvolver integralmente e com autonomia. Do mesmo modo, para um homem se fazer pai e uma mulher, mãe, não basta o nascimento ou a adoção de um filho.

Tornar-se pai e mãe é uma construção contínua que se inicia muito antes da concepção ou da adoção e, também, uma reconstrução diária, influenciada pela cultura, pela história pessoal e familiar de cada um dos envolvidos nesse processo, e pelas relações que estabelecem entre si. Isso explica porque não existe um jeito certo ou único de ser pai ou mãe e de se relacionar com uma criança.

IMG_Quem Somos_pai

Cada criança é um universo

Embora existam aspectos comuns no desenvolvimento infantil, cada criança apresenta demandas específicas e particulares, assim como cada homem e mulher experimenta a paternidade e a maternidade de modo singular com cada um dos filhos e em cada etapa de suas vidas.

Nas trajetórias individuais e familiares, desafios surgem diante do novo, do desconhecido ou do inesperado, podendo abalar a ordem estabelecida, conhecida e funcional. Nessas situações, é comum desejar saídas rápidas e certeiras para os percursos não lineares da vida; afinal, não é nada fácil viver com a sensação de que as coisas estão “fora do lugar” ou muito diferente do que era esperado, imaginado ou planejado.

Conhecer e saber mais sobre si mesmo

Mas será que é possível encontrar tais saídas prontamente e, por vezes, sem ou com pouco apoio? Acreditamos que não. Entendemos que nos momentos em que algo se rompe – uma ideia, um ideal, um sonho, um projeto – tendemos a procurar uma resposta fora de nós, ou a nos culpar.

Contudo, na jornada parental e nas relações que estabelecemos com o bebê e a criança, nossas atitudes só promovem mudança na direção do bem-estar quando cada um pode rever e desenhar o próprio saber sobre si mesmo sem deixar de lado os desejos e as necessidades do outro. Tarefa nem sempre possível de fazer sozinho.

Um espaço de informação e reflexão

Partindo deste contexto, o Ninguém Cresce Sozinho tem como objetivo proporcionar espaços de informação e de reflexão, individualmente ou em grupo, para que cada pessoa possa identificar os próprios recursos e construir um repertório que a ajude a viver os desafios da paternidade e da maternidade da forma mais livre e consciente possível e, assim, oferecer ao bebê e à criança um ambiente favorecedor ao seu desenvolvimento e crescimento.

Nesse longo processo, a construção de uma rede de suporte é fundamental para que os responsáveis pelo bebê e pela criança se sintam confiantes para experimentar, criar e falhar! Por isso, nosso trabalho também se estende à família extensa, como os avós, e aos profissionais que trabalham com a primeira infância, seja diretamente com os pequenos ou com seus familiares.

 Consulte nossa agenda para saber quando e onde acontecem

as rodas de conversas, os plantões e as oficinas lúdicas.

Compartilhe este artigo