foto Lica Pereira | acervo Ninguém Cresce Sozinho

ao escolher um dos nossos serviços, você pode:

atendimentos psicológicos

cuidamos de quem cuida

Os atendimentos psicológicos são realizados online ou no consultório de uma das integrantes da equipe.

psicoterapia

psicoterapia individual

psicoterapia familiar

psicoterapia de casal
cônjuges ou casal parental

psicoterapia da dupla
mãe-bebê ou pai-bebê

orientação a pais

alimentação

amamentação, desmame, transição alimentar, seletividade ou recusa alimentar

birra 

birra, brigas, mordidas e outras formas de agressividade ou oposição

desfralde

início do processo ou situações em que a retirada das fraldas não é concluída

medo

medo recorrente, em situações específicas ou genéricas

nascimento de irmã(o)

desafios e mudanças com a chegada de outro bebê

separações e perdas

terceirização de cuidados, adaptação escolar, separação dos pais, morte e hospitalização

sexualidade infantil

dúvidas em relação às manifestações da sexualidade nas crianças

sono

dificuldade em adormecer ou dormir sozinho, acordar várias vezes no meio da noite

plantões de pré-natal 

Para cuidar daqueles momentos em que a gestação não é nenhum mar de rosas. 

Acontecem em grupos online, em diversos horários e com número limitado de participantes.

plantões de pós-parto

Para quando a angústia de estar com o bebê, não ter mais vida própria, não ser compreendida ou compreendido por quem está debaixo do mesmo teto, e tantas outras, aparece sem pedir licença.

Acontecem em grupos online, em diversos horários e com número limitado de participantes.

rodas de conversas

Bate-papo, trocas e acolhimento das questões emocionais da perinatalidade, parentalidade e primeira infância.

Acontecem online ou em espaços de convivência, com temas propostos pela Ninguém Cresce Sozinho ou pela empresa parceira. Conheça algumas das rodas já realizadas:

Depressão na gestação e no pós-parto

A participação do pai no cuidado dos filhos

Leituras da paternidade

Maternidade e profissão: como viver este dilema?

Volta ao trabalho após a licença maternidade

Babá, parentes ou escolinha?

Imposições sobre a maternidade

O invisível da maternidade

Maternidade homoafetiva

Mães no exterior: a experiência da maternidade longe de seu país

Brinquedos e brincadeiras para bebês

Existe brinquedo e brincadeira de menino e menina?

Desfralde sem atropelos

O desenvolvimento e as principais manifestações da sexualidade na criança

Literatura infantil: ler, brincar e conversar

colo com leitura

Propicia experiência estética, sensorial, afetiva e cultural entre bebês e seus responsáveis através da literatura infantil e do livre brincar. A partir do que é lido do grupo, são propostas intervenções lúdicas e literárias abrindo espaço para as narrativas em torno da parentalidade e da primeira infância.

Acontece em grupos, em espaços de convivência e com número limitado de participantes. 

foto Caio Amaral

primeiros capítulos

Utiliza a literatura infantil e o livre brincar como meio de expressão e comunicação dos afetos envolvidos nos processos de separação e autonomia das crianças na primeira infância.

Cada encontro aborda um capítulo do desenvolvimento infantil: birra, brincar, ciúme, desfralde, desmame, medos, morte, nascimento de irmão, sexualidade infantil, sono e terceirização de cuidados.
Acontecem em grupos, em espaços de convivência e com número limitado de participantes.

foto Tatiana Machado

supervisões clínicas

Um dos eixos da formação clínica, as supervisões são embasadas pelo referencial psicanalítico e realizadas pelas integrantes da equipe e colaboradores do blog.

Acontecem individualmente ou em grupos, em consultório ou online.