Ninguém Cresce Sozinho | 3 anos
21
archive,category,category-3-anos,category-21,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Desde seu início a Ninguém Cresce Sozinho é procurada por mães e pais de crianças que estão “emperradas” no processo de desfralde. Por esse trabalho, já fomos denominadas consultoras de desfralde, um “apelido” que, apesar de carinhoso, não nos cabe bem, mesmo quando ele é realizado em uma ou poucas consultas. As consultorias de desfralde (como as...

Por Silvia Bicudo Ao abordarmos o desenvolvimento da linguagem na infância, é comum que no imaginário social consideremos apenas a dimensão da linguagem enquanto código compartilhado. Ou seja, o nome pelo qual cada objeto, ser vivo ou inanimado, afetos, sentimentos e etc., é socialmente reconhecido. Desvendar essa primeira relação entre a palavra e sua representação é parte fundamental do processo, mas...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Quem tem o hábito de ler para crianças já deve ter se surpreendido com boas conversas disparadas pela leitura. Afinal, tanto os textos quanto as ilustrações dos livros infantis têm a potência de despertar o adormecido, tocar no intocado, dizer sobre o indizível, permitindo um diálogo consigo mesmo e com o mundo. Por esta razão, os...

Por Silvia Bicudo Uma questão que se apresenta com frequência quando pensamos no desenvolvimento e educação infantil diz respeito a como fazer com que a criança pequena se desenvolva dentro dos parâmetros familiares e sociais. Em outras palavras, como fazer para que uma criança cresça obedecendo às regras, combinados e códigos, sejam eles estipulados dentro do microcosmo familiar, como a sequência...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld A sociedade urbana se distanciou de um elemento que faz parte de todos nós: os excrementos humanos. Desde a vida na cidade, eles são depositados em lugares “adequados” e pertencem à ordem do sujo, nojento, sem valor, o que deixa pouco espaço para falar sobre a experiência da excreção como fonte de prazer. Prazer pela percepção...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld O brincar é a forma de expressão mais genuína da criança. Através dele a criança transita entre seu mundo interno e externo, revelando seus pensamentos, conhecimentos, desejos e fantasias. Brincando, ela aprende, testa suas hipóteses e limites, bem como seu ambiente; encarna distintos personagens, elabora suas experiências, resolve conflitos. Contudo, aos olhos de muitos de nós, quando...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Embora a sexualidade se expresse no corpo, ela não se limita a ele. Muito da expressão sexual humana se dá em nosso mundo interno, através de fantasias inconscientes que ficam “esquecidas” (recalcadas) e, por isso, difíceis de serem acessadas. Porém, na vida cotidiana, são as manifestações que se dão no corpo ou através dele que nos...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Não temos como fazer de conta que a sexualidade não existe nas crianças; ela está no corpo, na fala, nas brincadeiras. Mas quando observamos e reconhecemos sua expressão, muitas vezes somos tomados por sentimentos e ideias confusas e contraditórias. A angústia nos toma e as reações podem ser as mais diferentes possíveis, desde ficar paralisado...

Por Lenara Spedo* A ideia de que “lugar de criança é na escola” atualmente é um consenso, mas não foi desde sempre assim. É a partir da Idade Moderna que a escola torna-se o lugar por excelência do infantil. E no que se refere às crianças ditas “especiais”, essa história é ainda mais recente. Tentemos nos lembrar: quantos de nós tivemos...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Uma criança que pergunta, quer resposta; resposta para aquilo que ela quer saber, entender, confirmar, se assegurar. Resposta que dê sentido às suas inquietações, sejam elas cognitivas e/ou afetivas. No entanto, diante de uma indagação infantil, é preciso estarmos atentos se nossa resposta corresponde ao que a criança perguntou ou àquilo que nós escutamos em sua...

Compartilhe este artigo