Ninguém Cresce Sozinho | Primeira Infância
1
archive,category,category-primeira-infancia,category-1,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Desde seu início a Ninguém Cresce Sozinho é procurada por mães e pais de crianças que estão “emperradas” no processo de desfralde. Por esse trabalho, já fomos denominadas consultoras de desfralde, um “apelido” que, apesar de carinhoso, não nos cabe bem, mesmo quando ele é realizado em uma ou poucas consultas. As consultorias de desfralde (como as...

Por Silvia Bicudo Ao abordarmos o desenvolvimento da linguagem na infância, é comum que no imaginário social consideremos apenas a dimensão da linguagem enquanto código compartilhado. Ou seja, o nome pelo qual cada objeto, ser vivo ou inanimado, afetos, sentimentos e etc., é socialmente reconhecido. Desvendar essa primeira relação entre a palavra e sua representação é parte fundamental do processo, mas...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Quem tem o hábito de ler para crianças já deve ter se surpreendido com boas conversas disparadas pela leitura. Afinal, tanto os textos quanto as ilustrações dos livros infantis têm a potência de despertar o adormecido, tocar no intocado, dizer sobre o indizível, permitindo um diálogo consigo mesmo e com o mundo. Por esta razão, os...

Por Vitória Regis Gabay de Sá* Quando convidada a escrever sobre a primeira infância desde a perspectiva da escola por uma colega da Ninguém Cresce Sozinho, logo me lembrei do ditado africano que diz que é necessária uma aldeia inteira para criar uma criança. Afinal, ninguém cresce sozinho! Especialmente nos centros urbanos, a escola de educação infantil faz o papel de aldeia,...

Por Gabriela Amaral* Ouvi recentemente no programa de rádio CBN Gerações a entrevista com uma psicóloga falando sobre algumas questões da maternidade. Ela, que também é mãe e avó, contava aos ouvintes sobre seu espanto ao escutar em seu consultório mães tão queixosas em relação às dificuldades com a maternidade, a solidão, o cansaço, a falta de apoio em todos os...

Por Silvia Bicudo Uma questão que se apresenta com frequência quando pensamos no desenvolvimento e educação infantil diz respeito a como fazer com que a criança pequena se desenvolva dentro dos parâmetros familiares e sociais. Em outras palavras, como fazer para que uma criança cresça obedecendo às regras, combinados e códigos, sejam eles estipulados dentro do microcosmo familiar, como a sequência...

Por Tatiana Machado* Quando guri, eu tinha de me calar à mesa: só as pessoas grandes falavam. Agora, depois de adulto, tenho de ficar calado para as crianças falarem. (Mário Quintana, Azar.  In:  Poesia Completa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005. p. 975) Já tem algumas décadas que nosso poeta captou e expressou, de forma tão singela e bonita, uma mudança cultural...

Por Patrícia L. Paione Grinfeld Recentemente assisti a dois vídeos que trazem um diálogo sem rodeios com a criança quando o assunto é abuso (sexual, no primeiro, e incluindo abusos de outras naturezas, no segundo), tanto na prevenção quanto na denúncia. São eles: [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=sEpqTs7syOc[/youtube]   [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6zoCDyQSH0o&feature[/youtube] O primeiro me foi apresentado pela mãe de uma menina de 5 anos, que questionava quão criacionista, excessiva...

Por Silvia Bicudo Quando, enquanto psicanalistas, nos deparamos com um caso em que uma criança apresenta sinais de risco para o desenvolvimento, como um atraso motor ou na linguagem, dificuldade de contato com os outros e, ao mesmo tempo, apresenta também um diagnóstico orgânico, seja ele “bem” delineado, como uma galactosemia tipo 1 (a ser definida mais adiante), ou um diagnóstico...

Compartilhe este artigo